Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
22-08-2019        

A proposta desta apresentação é relatar e refletir sobre a história de resistência dos Rabelados, uma aldeia de refugiados cabo verdianos no próprio país de Cabo Verde.  A comunidade foi criada em meados dos anos quarenta quando a Igreja Católica impôs novas regras para seus seguidores no país, criando uma rebelião com a sociedade católica cabo-verdiana. Aqueles que não aceitaram as novas condições foram perseguidos, mortos e exilados. Alguns resistentes fugiram para os locais mais periféricos da Ilha de Santiago e se esconderam nas montanhas, criando comunidades isoladas com um novo contexto de viver, compartilhar e transmitir sua cultura sem contato ou apoio externo e governamental. Por necessidade de sobrevivência e transmissão de seus valores e costumes, os Rabelados desenvolvem um contexto muito particular e sensível de liderança, educação, economia e, principalmente, manifestações culturais. Tal contexto permanece intacto até a chegada da primeira voluntária externa, a artista cabo-verdiana Misá Kouassi, em 1998. A partir deste momento, novas transformações e transições ocorrem na aldeia em diversos âmbitos. Esta pesquisa conta com materiais inéditos da autora em seus diversos momentos de vivência na aldeia desde 2015.

 



 
ligações
Evento > Colóquio | 4.ª SESSÃO > Periferias e suas Transformações Recentes
Núcleo de Estudos sobre Humanidades, Migrações e Estudos para a Paz
 
temas
rabelados    Cabo Verde    etnografia