Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
02-05-2013        

Alberto Gomes discute como a onto-epistemologia indígena pode contribuir para as investigações por epistemologias alternativas e visões de futuros sustentáveis. Em diálogo com questões centrais que estão sendo tratadas no Projeto ALICE – mais especificamente, as epistemologias do Sul – Gomes apresenta reflexões sobre algumas lições, enfatizando particularmente as “ontologias indígenas em tempos perigosos”: a ecologia sagrada dos povos indígenas da Malásia, que ajudam a radicalizar a ecologia humana e a constituir suas consciências históricas. De modo complementar, desafia as historiografias ocidentais que “desvincularam”, seguindo a lógica cartesiana, a natureza da história humana.
Esta entrevista foi realizada por Maria Paula Meneses.
Pode encontrar mais videos e outros materiais em alice.ces.uc.pt


Alberto Gomes’s interview discussed at length how indigenous onto-epistemology can contribute to the quest for alternative epistemologies and visions for sustainable futures. In a dialogue with the epistemological project at the heart of ALICE project – the epistemologies of the south – Alberto Gomes advanced some lessons, especially emphasizing the gift of ‘indigenous ontologies in perilous times’: the sacred ecology of indigenous peoples in Malaysia, which will help to radicalize human ecology and their historical consciousness which will assist us to ‘naturalize histories’ and challenge and re-map western historiographies which have detached in truly Cartesian way nature from human history.
This interview was carried out by Maria Paula Meneses.
You can find more videos and other materials in alice.ces.uc.pt
 




 
 
pessoas
Maria Paula Meneses



 
ligações
Projeto > ALICE
Núcleo de Estudos sobre Democracia, Cidadania e Direito