Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
05-01-2012        Público [Caderno P2]

Os jovens que fi  zeram as revoltas árabes “foram muito fortes na resistência à ditadura e na mobilização das pessoas, mas não tinham visão política”, diz o académico muçulmano. O “despertar” árabe tem sido visto como um efeito dominó, mas é um jogo de xadrez regional onde o país fundamental é o Egipto. Tariq Ramadan está hoje em Lisboa para uma conferência na Gulbenkian. Por Sofia Lorena

Documentos
   Ler artigo_PDF   

 
 
temas
muçulmano    Tariq Ramadan    Islão