Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
09-10-2021        Público

Na última década, o rapper brasileiro Emicida transformou-se numa das vozes mais respeitadas da música, da cultura e do espaço público brasileiro. Quando se pensa no Brasil contemporâneo, e nos dilemas do mundo, é impossível passar ao lado das suas lúcidas intervenções públicas.

O seu último álbum, AmarElo – É Tudo pra Ontem, de 2019, que se haveria de transformar também num documentário da Netflix, lançado em 2020, não pára de ser celebrado um pouco por todo o lado, pelo mergulho profundo na cultura brasileira, na história da negritude e em temas que, tendo ecos do passado, reverberam de forma intensa ainda hoje.

Já este ano lançou um álbum ao vivo e, nos últimos meses, tem estado em Portugal, a convite do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, para palestras ou intervenções artísticas, mais um sintoma de que tem essa capacidade de tocar vários universos (entre o popular e a academia), acreditando que a música, e a arte, desempenham um papel fundamental no desenvolvimento da humanidade e na transformação social.

É ele o convidado de Vítor Belanciano neste Não Grites, Olha os Vizinhos!, no Plano B, do Porto.




 
 
pessoas



 
ligações
Destaque > Residência artística > Emicida no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra
 
temas
sociedade    pandemia    Brasil    democracia