Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
19-07-2021        Expresso

África está na Europa, nas Américas, no mundo todo, tem uma diáspora global. Quem assim transporta o continente são os artistas na condição da pós-memória contribuindo para a reescrita da História da Arte. E esta vai certamente influenciar a reescrita da História da Europa e de África
O panorama artístico da atualidade está povoado por obras de criadores que cresceram num lugar físico onde encontraram referências inspiradoras de outros espaços. Influências familiares e memórias diferidas de África contribuem para a singularidade de duas gerações de protagonistas que produzem o que de mais refrescante se cria artes visuais, música, teatro, dança cinema e fotografia.

São os chamados artistas na condição de pós-memória e constituem uma parte grande das artes europeias contemporâneas.

António Pinto Ribeiro, programador e académico, acaba de lançar o livro intitulado "Novo Mundo - Arte Contemporâneo no Tempo da Pós-Memória", fala-nos sobre estas gerações de artistas contemporâneos cujas memórias diferidas desafiam a definição da geografia que lhes serve de inspiração.

O podcast “África Agora” é da autoria da jornalista Cristina Peres e contou com a edição multimédia de João Luís Amorim.

Tal como acontece com “O Mundo a Seus Pés”, o podcast “África Agora” aborda as grandes questões e as mega tendências de interesse global, voltando a análise para o futuro. “África Agora” é um podcast quinzenal e pode ser ouvido no site do Expresso, em Apple Podcasts, Soundcloud, Spotify ou qualquer outra plataforma de podcasts.




 
 
pessoas
António Pinto Ribeiro



 
ligações
Destaque > Livro > «Novo Mundo – Arte Contemporânea no Tempo da Pós-Memória» de António Pinto Ribeiro
Projeto > MEMOIRS
 
temas
artes    pós-memória    colonialismo