Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
30-03-2020        

Neste seminário, Cristina Sá Valentim e Maria Paula Meneses problematizaram a dimensão ontológica e epistemológica das lutas a partir de canções angolanas e moçambicanas interpretadas por africanos e africanas durante o colonialismo português. Ambas alertaram para a importância de considerar a música como um valioso documento histórico e como uma prática de resistência que participou não só na memorização e na consciencialização coletiva da subalternidade, mas também enquanto ‘oratura de combate’ na partilha de outros conhecimentos e na construção de projetos políticos contra-hegemónicos. Este diálogo pretendeu, assim, aprofundar o conceito de luta e contribuir para a construção do quadro teórico-metodológico das Epistemologias do Sul.

 
 
pessoas
Maria Paula Meneses



 
ligações
Evento > Ciclo de Seminários > Construir as Epistemologias do Sul
Evento > Seminário | Construir as Epistemologias do Sul > A que soa a resistência? Canções que desafiaram o colonialismo em Angola e Moçambique
Núcleo de Estudos sobre Democracia, Cidadania e Direito