Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
24-01-2014        Antena 1/RTP Online

O sociólogo Elísio Estanque, professor no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, diz que a UGT pode estar aproximar-se do sector patronal.

Ontem Carlos Silva da UGT, afirmou que as greves não resolvem os problemas dos trabalhadores. Estanque acredita que os sinais de demarcação da UGT em relação à CGTP podem significar uma aproximação à concertação social e ao patronato. As diferenças políticas e ideológicas entre as duas centrais sindicais ficam bem patentes.

Depois de o secretário-geral da UGT, Carlos Silva, ter afirmado que as greves não resolvem os problemas dos trabalhadores, o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, avisou que não abdica da luta pelos trabalhadores.

Em declarações à Antena1, o professor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra Elísio Estanque defende que o clima social apresenta um cansaço da generalidade dos trabalhadores e que agora esta situação apenas exprime as sensibilidades distintas das duas centrais sindicais.




 
 
pessoas
Elísio Estanque



 
temas
UGT    concertação social    sindicalismo    CGTP