Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
11-12-2013        Antena 1

No último ano, os trabalhadores perderam em média 2,3% do salário efetivo e deram à empresa uma semana e meia de trabalho a mais sem qualquer retribuição adicional. As empresas viram os rendimentos aumentar até 2200 milhões de euros por via da redução dos custos com os trabalhadores e do aumento dos dias de produção.

Estas são as conclusões do Observatório sobre Crises e Alternativas do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra que aborda a questão das alterações ao código de trabalho em vigor desde o verão de 2013.

Queremos saber a opinião dos ouvintes sobre as conclusões deste relatório sobre as alterações ao código de trabalho e sobre as perspetivas que têm sobre o crescimento da economia portuguesa.

Participação no programa de Manuel Carvalho da Silva, coordenador do Observatório sobre Crises e Alternativas do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e de vários ouvintes.




 
 
pessoas
Manuel Carvalho da Silva



 
ligações
Destaque > Barómetro das Crises | nº 8 > IRC: uma reforma que favorece a erosão da tributação
Evento > Apresentação Pública > A Anatomia da Crise: Identificar os problemas para construir as alternativas. Apresentação do primeiro relatório do Observatório sobre Crises e Alternativas
Observatório sobre Crises e Alternativas
 
temas
austeridade    impostos    salários    economia    TSU    crise