Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
12-12-2013        

Numa cidade como Palermo, antiga capital do Reino de Sicília, o surgimento dos novos complexos religiosos nascidos da política católica da Contra-Reforma teve um resultado repentino e explosivo, e causou, entre a segunda metade do século XVI e a primeira do XVII, um processo de renovação urbana nunca antes visto.

Esta comunicação pretende analisar, em primeiro lugar, as intervenções arquitetónicas de um ponto de vista quantitativo, de modo a mostrar a real dimensão do fenómeno e o papel que este desempenhou na destruição da cidade medieval e na criação da cidade moderna.

Dentro de um contexto geral de abordagem, esta comunicação pretende também desenhar as principais dinâmicas sociais e políticas associadas aos notáveis programas arquitetónicos, seguindo três aspetos fundamentais: a relação com a classe dominante, com particular referência à poderosa nobreza feudal; o antagonismo entre as diferentes ordens e acima de tudo entre as novas ordens e as mais tradicionais; as consequências urbanas, não só em relação aos novos projetos para o sistema viário, mas também para o ininterrupto estado de conflito entre os novos assentamentos religiosos e os proprietários dos edifícios situados nas suas proximidades.

(Comunicação da segunda sessão do Coloquio Internacional "Cidade e arquitetura conventual")




 
 
pessoas



 
ligações
Evento > Colóquio Internacional > Cidade e arquitetura conventual
Núcleo de Estudos sobre Cidades, Culturas e Arquitectura