Centro de Estudos Sociais
sala de imprensa do CES
RSS Canal CES
twitter CES
facebook CES
youtube CES
29-08-2013        

O seminário de formação teve como objetivo central a análise e a reflexão das questões de género no âmbito das profissões qualificadas, procurando, designadamente, refletir sobre os paradoxos organizacionais e de hierarquização das funções sociais e sobre novos e velhos fenómenos de discriminação sexual. Equacionando a segregação horizontal e vertical do mercado de trabalho, debateu-se, por um lado, a marginalização das mulheres no espaço profissional e as barreiras na progressão das carreiras, e, por outro, o recurso, nomeadamente no âmbito das magistraturas, a “mulheres-alibi”, com posições de topo, para validar a imagem de um sistema igualitário, democrático e livre de discriminações.

Introduzindo questões da sociologia das ausências e da teoria feminista do direito, a mesa redonda colocou em debate diferentes teses em torno de um Estado de Justiça Social e de um Estado de Direito. A mesa redonda equacionou ainda se a entrada das mulheres nas magistraturas se traduziu num novo modo de administração de justiça, nomeadamente através de um modo de julgar no feminino ou de um modo de julgar feminista.

seminário de formação
Oradoras | Virgínia Ferreira (CES), Emília Fernandes (EEG-UM), Aurora Rodrigues (APMJ)
Moderação: Paula Fernando (CES)

mesa redonda
Sandra Ribeiro (CITE), Rui do Carmo (Ministério Público), Madalena Duarte (CES)
Moderação: Conceição Gomes (CES)





 
 
pessoas
Madalena Duarte
Virgínia Ferreira



 
ligações
Evento > Seminário de Formação > As profissões qualificadas numa perspetiva de género
Projeto > As mulheres nas magistraturas em Portugal: percursos, experiências e representações
Núcleo de Estudos sobre Democracia, Cidadania e Direito
Observatório Permanente da Justiça